CETESB lança Boletim anual de qualidade das águas subterrâneas no Estado de SP

 

 

“A CETESB está lançando um novo boletim, anual, relativo à qualidade das águas subterrâneas no Estado de São Paulo. Os relatórios de qualidade das águas subterrâneas, de periodicidade trienal, continuarão a ser editados, com análises mais aprofundadas. Do monitoramento semestral realizado pela agência ambiental paulista em 2017, abrangendo 313 pontos, registrou-se Qualidade Regular, com um Indicador de Potabilidade das Águas Subterrâneas (IPAS) de 66,5%, praticamente o mesmo do ano de 2016, que foi de 64,7%.

O intuito do lançamento do boletim anual foi de divulgar à população, de forma mais rápida, os resultados anuais das análises de qualidade das águas subterrâneas. Neste primeiro documento, os dados foram sintetizados por meio do IPAS e da evolução do Nitrato, parâmetro prioritário na avaliação da qualidade da água subterrânea.

O IPAS é definido a partir do percentual de amostras de água bruta, que fazem parte da rede de monitoramento da CETESB, que se mostram em conformidade com os padrões de potabilidade definidos pelo Ministério da Saúde (Portaria de Consolidação nº 5/GM/MS, de 2 de setembro de 2017). Desta forma, o indicador apresenta de forma genérica a qualidade das águas brutas captadas em poços tubulares e utilizadas principalmente para o abastecimento público.

Os resultados do IPAS verificados em 2017 e 2016 foram influenciados principalmente, pela presença de amostras desconformes no que se refere à presença de coliformes totais. Esse resultado pode indicar a necessidade de maiores cuidados sanitários na área de captação do poço. A presença dos coliformes totais não se estende pelo aquífero, uma vez que esse parâmetro possui tempo de vida relativamente curto em água.

Ressalta-se ainda que as águas distribuídas pelo sistema público de abastecimento de água são cloradas e eliminam a presença dos coliformes e outros patógenos, assegurando qualidade apropriada para o consumo humano.

Com relação ao parâmetro Nitrato, a sua presença em 2017 ocorreu em concentrações superiores ao padrão de potabilidade (10 mg N L-1) em 1% do total das amostras e as concentrações superiores ao valor de prevenção (5 mg N L-1) foram de 7% do total das amostras analisadas. Esses percentuais assemelham-se àqueles que historicamente vêm ocorrendo.

Destaca-se, por fim, em 2017, a ampliação da Rede Integrada de Avaliação da Qualidade e Quantidade, que passou de 28 para 38 pontos de monitoramento.”

 

Fonte: cetesb.sp.gov.br

 

Publicado em Ambiente | Deixe um comentário

PRONTOS PARA O INVERNO?

Publicado em Ambiente | Deixe um comentário

AMOSTRAGEM A BAIXA VAZÃO – A HIDROSUPRIMENTOS TEM TUDO QUE VOCÊ PRECISA

 

Publicado em Ambiente | Deixe um comentário

CHAMADA – XX CONGRESSO BRASILEIRO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS E FENAGUA 2018

Publicado em Ambiente | Deixe um comentário

DIA MUNDIAL DO SURF

Publicado em Ambiente | Deixe um comentário

DIA DO QUÍMICO

 

Publicado em Ambiente | Deixe um comentário

CETESB inicia monitoramento de compostos anti-inflamatórios na água

 

A companhia é a primeira instituição a utilizar este ensaio na América Latina

“Os compostos anti-inflamatórios do tipo glicocorticoides, de largo uso farmacológico, são classificados como contaminantes emergentes que fazem parte de um grupo de poluentes recentemente descobertos, e pouco monitorados, não contando ainda com limites máximos regulamentados na maior parte dos países.

No meio ambiente, essas substâncias, quando presentes na água, podem afetar os processos biológicos e, assim, interferir no sistema hormonal da vida selvagem e, também, dos seres humanos. Por esse motivo, o Setor de Análises Toxicológicas, da CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), iniciou em 2018, de forma inovadora, o monitoramento desses compostos em águas superficiais do Estado de São Paulo.

O estudo está sendo conduzido pelo gerente do Setor de Análises Toxicológicas, Gilson Alves Quináglia, e por Daniela Dayrell França e Walace Anderson Soares, também desse setor, contando ainda com a participação de Fábio Netto Moreno, gerente do Setor de Águas Interiores.

Os glicorticoides constituem uma classe de hormônios esteroides muito utilizados em medicamentos anti-inflamatórios potentes, sendo o cortisol o mais conhecido. O grupo desse medicamento inclui ainda a prednisolona, dexametasona, hidrocortisona e outros.

O bioensaio, denominado GR-CALUX, utiliza células de osso humano geneticamente modificadas para a detecção desses anti-inflamatórios. “Quando há a presença desses compostos, as células produzem luz”, explicam os pesquisadores.

O levantamento dessas substâncias, que deverá se estender por dois anos, prevê a coleta e análise de cerca de cem amostras de onze pontos da rede básica de monitoramento, incluindo mananciais destinados ao abastecimento público, como os reservatórios do Guarapiranga, Graças e Taiaçupeba.

Na primeira fase dos estudos, será adotado o valor orientador de 21 ng DEX-eq/L, desenvolvido e publicado em 2013 por um grupo de pesquisadores holandeses no artigo “Trigger values for investigation of hormonal activity in drinking water and its sources using CALUX bioassays”, no qual propõem valores orientadores para os glicocorticoides e outras substâncias que interferem no sistema hormonal.

Explicando, Quináglia informa que “os resultados das amostras são expressos em termos de atividade utilizando como composto de referência, a dexametasona (DEX) em nanogramas equivalentes por litro (ng DEX-eq/L)”.

O aspecto inovador da pesquisa implica também um grande desafio. Segundo os pesquisadores, “como se trata de amostras ambientais, estamos diante de misturas complexas e de composição desconhecida que dificultam o uso de métodos químicos para quantificar compostos de forma individual”. Por isso, recentemente, o uso de bioensaios “in vitro” tem sido a ferramenta analítica mais utilizada para investigar a presença de contaminantes.

Para desenvolver esse trabalho, a CETESB adquiriu a licença para uso do bioensaio GR-CALUX da empresa BioDetection Systems (BDS), sediada em Amsterdam, na Holanda, que o desenvolveu, sendo detentora exclusiva da marca Calux®. A CETESB é a primeira instituição a utilizar este ensaio na América Latina.”

 

Fonte: cetesb.sp.gov.br

Publicado em Ambiente | Deixe um comentário

AVISO – HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DURANTE A COPA DO MUNDO

Resultado de imagem para COPA MUNDO

 

INFORMAMOS AOS CLIENTES E COLABORADORES QUE A HIDROSUPRIMENTOS, DURANTE A PRIMEIRA FASE DA COPA DO MUNDO, FUNCIONARÁ NORMALMENTE, EXCETO NO DIA 27/6 (Brasil x Sérvia), QUANDO O EXPEDIENTE VAI SOMENTE ATÉ 14:00 HORAS.

 

 

Publicado em Ambiente | Deixe um comentário

Dados Abertos da Agência Nacional de Água

 

Nenhum texto alternativo automático disponível.

 

 

 

O Portal de Dados Abertos da Agência Nacional de Águas é a ferramenta para que todos possam encontrar e utilizar os dados e as informações públicas sobre recursos hídricos no Brasil. O portal valoriza a simplicidade e organização para que você possa encontrar facilmente os dados e informações que precisa. O portal também tem o objetivo de promover a interlocução entre a comunidade de recursos hídricos e a ANA para pensar a melhor utilização dos dados em prol de uma sociedade melhor.

Conjunto de Dados de Destaque

Copyright 2017. Agência Nacional de Águas. Disponível em dadosabertos.ana.gov.br

Publicado em Ambiente | Deixe um comentário

FELIZ DIA DOS NAMORADOS A TODOS !!!

Publicado em Ambiente | Deixe um comentário